Carros com débitos: Saiba como resolver esse problema

Quem é proprietário de um veículo estará sempre sujeito a cobrança de multas. O problema é que este tipo de pendência pode virar uma bola de neve e impedir a compra e a venda do carro. Se você está em uma situação semelhante, veja a seguir como você pode resolver esse problema.

O que pode gerar débitos ao veículo?

Os principais motivos que podem levar um veículo a ficar com pendências no Detran são as cobranças de multas e atrasos de pagamento para os impostos obrigatórios.

As multas de trânsito são ocasionadas quando o motorista descumpre com as leis que regem o trânsito. Estas infrações são divididas entre: leve, media, graves gravíssimas. Os valores e punições são divididos de acordo com o tipo de infração.

Já os impostos obrigatórios são cobrados dos proprietários de veículos e precisam ser cumpridos anualmente. Quando o carro fica com multas e pendências de impostos, fica inviável para ele realizar o licenciamento do veículo.

O licenciamento do veículo é o documento oficial que mostra que o carro está apto para circular nas vias de forma regular. Isto quer dizer que, antes de realizar o Licenciamento 2021 Minas Gerais, por exemplo, é preciso cumprir as pendências ocasionadas.

Quais os impostos obrigatórios?

Um dos impostos obrigatórios, mas importantes é o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A taxa também uma das mais altas a serem pagas no coço do ano e vale lembrar que ela varia de acordo com o modelo do carro e com o Detran de cada estado.

Outro imposto necessário é o DPVAT, que corresponde ao seguro do veículo. O valor é mediano e geralmente é cobrado junto com o valor do IPVA no começo do ano.

O licenciamento do veículo também gera a cobrança de um determinado valor e deve ser cumprido quando as outras pendências estiverem solucionadas.

Como solucionar o problema?

Para solucionar o problema com os débitos, é necessário que a pessoa interessada acesse o site do Detran do estado de emplacamento do veículo. Na plataforma digital forneça o número da placa e do RENAVAM 2021 do veículo.

Depois de realizar o acesso, você poderá verificar todas as suas pendências detalhadas com o Detran. No próprio site terá a opção de emitir novos boletos de pagamento e você pode até parcelar algumas dívidas.

Outra opção é tentar reverter as multas leves e médias em advertência para evitar a cobrança de multas e os pontos marcados na carteira de motorista.

Pagamento de Impostos Veiculares no RS

IPVA 2021 RS – Se você tem um veículo, seja ele moto ou carro, e mora no Rio Grande do Sul, fique atento para o pagamento do IPVA 2021 RS. O Imposto é para quem é proprietário de um veículo automotor, sendo obrigatório o seu pagamento todo o ano, para que você continue circulando em vias públicas sem problemas.

O IPVA diferentemente de outros tipos de imposto, é bem variável, e vai depender do modelo do carro, ano de fabricação e outros detalhes do veículo, fazendo com que cada pessoa pague por um valor referente ao carro que possui.

IPVA RS

Quando o veículo é novo, o valor médio de mercado (constante no documento fiscal) é o principal fator para fazer o cálculo do valor para pagamento do IPVA. Já para veículos usados é considerado o valor médio de mercado, anualmente divulgado pelo Poder Executivo. Absolutamente todos os tipos de veículo automotor entram nos pagamentos do IPVA 2021 RS, só os que já são antigos demais que não possuem mais IPVA para serem pagos.

Consulta e Pagamento IPVA RS

Para consultar o valor do IPVA 2021 RS basta entrar no portal estadual da Secretaria de Fazenda (https://www.sefaz.rs.gov.br/site/MontaMenu.aspx?MenuAlias=m_ipva), digitar seu número de RENAVAM e o ano de circulação que deseja consultar para receber os detalhes do pagamento. Veículos novos são pagos em parcela única, através do DETRAN, assim que o registro feito em um CRVA (Centro de Registro de Veículos Automotores) ficar pronto.

Para quem não tem carro novo, e são proprietários de veículos usados, esses têm a possibilidade de parcelar o valor do seu imposto, mas sempre recebem como incentivo ao pagamento à vista um desconto na fatura final. O pagamento do seu IPVA pode ser efetuado em qualquer agência bancária conveniada ao DETRAN, em pontos de atendimento eletrônico ou na boca do caixa. O IPVA também pode ser pago através da internet, nos portais de cada um desses bancos. BANRISUL, ITAÚ, Bradesco, SICREDI e Banco do Brasil recebem os pagamentos do IPVA 2021 RS.

Tabela IPVA RS

Ainda não foi divulgada a Tabela IPVA 2021 RS. Por isso, enquanto não sai a atualizada, se baseie na tabela deste ano:

Contribuintes que fizeram pagamentos a mais para a Receita Federal tem direito a restituição do valor

Os contribuintes que fizeram pagamentos a mais para a Receita Federal devem fazer a consulta lote Imposto de Renda 2021 para saberem as datas de pagamento da restituição. Fazer a consulta lote Imposto de Renda 2021 é um procedimento totalmente gratuito. Saiba mais!

Consulta Lote Imposto de Renda 2021

O cidadão que faz a contribuição do Imposto de Renda e é obrigado a fazer a declaração todos os anos deve ficar atento às datas de pagamento da restituição.

O órgão responsável pelo recolhimento do tributo do IRPF é a Receita Federal. É ela quem determina a faixa de rendimentos que o cidadão se torna obrigado a declarar.

Mesmo que o brasileiro esteja cansado de pagar tantos impostos, é melhor cumprir as obrigações e se manter em dia com a Receita.

Quem deve declarar o Imposto de Renda?

Antes de você saber como fazer a consulta do lote do Imposto de Renda 2021 é muito importante que você saiba quem deve fazer a declaração de tributo, entre outras informações importantes.

Como nós dissemos, a Receita Federal determina uma faixa de rendimentos que se torna obrigada a fazer a declaração do Imposto de Renda.

Esses valores ainda não foram definidos para 2021, mas você poderá conferir abaixo algumas faixas de rendimentos referentes a 2020.

Confira a seguir quem teve que declarar em 2020:

Os contribuintes que tiveram rendimentos abaixo de R$ 1.903,99 foram considerados isentos, ou seja, não foram obrigados a fazer essa declaração.

Cronograma dos lotes da Restituição do Imposto de Renda

Assim como os valores, os lotes da Restituição do Imposto de Renda para 2021 também não foram definidos. O contribuinte precisa ter um pouco de paciência para saber quais serão os valores certos.

Por enquanto, temos os valores do segundo semestre de 2020, que foram publicados oficialmente em Diário Oficial.

Confira abaixo os últimos 7 lotes publicados para 2020:

I – 1º lote: pagamento em 15 de junho de 2020;

II – 2º lote: pagamento em 16 de julho de 2020;

III – 3º lote: pagamento em 15 de agosto de 2020;

IV – 4º lote: pagamento em 17 de setembro de 2020;

V – 5º lote: pagamento em 15 de outubro de 2020;

VI – 6º lote: pagamento em 16 de novembro de 2020;

VII – 7º lote: pagamento em 17 de dezembro de 2020.

Quais são as prioridades de pagamentos?

Depois que você realiza a consulta lote Imposto de Renda 2021, é preciso conhecer quem tem prioridade no recebimento deste dinheiro.

Veja a seguir quem tem prioridades no pagamento:

  • Contribuintes com idade igual ou superior a 60 anos;
  • Contribuintes que sejam portadores de deficiências físicas e mentais;
  • Contribuintes com idade superior a 80 anos recebem prioridade absoluta;
  • Contribuintes que sofrem de moléstias graves;
  • Contribuintes que exerçam a profissão do magistério e que a sua maior fonte de renda venha dessa atividade.

Como fazer a consulta lote Imposto de Renda 2021?

Você vai precisar apenas seguir essas informações para fazer a consulta lote Imposto de Renda 2021:

Pela internet

  • Acesse esse site;
  • Digite corretamente os números do seu CPF e data de nascimento;
  • Clique em “Consultar” e leia as informações que aparecerem.

Presencialmente

Localize uma unidade mais próxima a você através desse site;

Compareça até a unidade com todos os seus documentos.

Dispositivo móvel

  • Digite na busca da sua “Play Store” ou “App Store” a palavra “Pessoa Física” e faça o download;
  • Depois do download concluído, abra o aplicativo e preencha as informações que forem solicitadas.

Condutores do Rio de Janeiro podem consultar suas multas pelo Detran

Se você é morador do estado do Rio de Janeiro é precisa consultar multas no Detran RJ, saiba que pode utilizar a ferramenta online do site para saber se seu veículo possui alguma infração pendente.

A consulta de multas ou nada consta podem ser feitas de forma gratuito, sem sair de casa. Para isto, é necessário ter em mãos os dados do veículo a ser consultado, como CPF/CNPJ do proprietário ou número do Renavam, que pode ser encontrado no documento CRLV.

Clique abaixo e confira como consultar o IPVA.

  • Se já possui as informações, basta acessar este endereço http://www.detran.rj.gov.br/ no site do Detran RJ.
  • Já na página, preencha os dados conforme mostra imagem abaixo e clique em “consultar”. 
  • Fique atento ao código de segurança da imagem, qualquer letra errada pode impedir o acesso.

Depois de feita a consulta será gerado o relatório de autuações, com todas as informações necessárias. Ainda na página, você poderá emitir a guia para pagamento da infração. Procure fazer o pagamento da multa até a data do vencimento, desta forma você estará pagando um valor até 20% menor.

Depois do vencimento, o condutor perde o desconto. Vale lembrar que o Detran envia para o endereço do proprietário do veículo uma notificação através dos correios. Até o vencimento da multa, o pagamento poderá ser feito através da Notificação de Infração de Trânsito.

Se houve extravio ou perca da multa, poderá utilizar a consulta online, conforme informado acima. Se preferir consultar multas pessoalmente, basta se dirigir a uma unidade do Detran mais próxima de sua residência, com documentos pessoais e do veículo em mãos.

Conheça o imposto que o estado de Santa Catarina cobra dos proprietários de veículo

O IPVA 2021 SC é o imposto que o estado de Santa Catarina cobra dos proprietários de veículo que residem no estado. O valor desse imposto pode ser pago em parcela única ou para quem não está podendo desembolsar esse valor todo de uma vez pode optar pelo parcelamento que, nesse caso, pode ser feito em 3 vezes.

O contribuinte deve ficar atento quanto à data de pagamento e também ao valor que consta na guia de recolhimento, pois esse ano o estado reduziu essa alíquota que deve ficar cerca de 4,4% mais barato.

Sua cobrança começou no dia 10 de janeiro e de acordo com o governo estadual, sua redução se baseia na queda do valor que os automóveis tiveram no mercado, já que a tabela FIPE é uma das bases para calcular o IPVA Santa Catarina.

IPVA 2021 SC

O IPVA Santa Catarina 2021 é a sigla para Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores. Trata-se de um imposto estadual cujo objetivo é arrecadar dinheiro sobre os veículos das pessoas independentemente do tipo de veículo que possuir. Como se trata de um imposto estadual, o IPVA SC é o imposto que o estado de Santa Catarina cobra de quem reside em seu território e possui veículo automotor. Do total arrecadado com ele 50% destinam-se ao próprio estado e o restante aos municípios catarinenses.

Sua cobrança acontece todos os anos e apesar de ser destinado a custear a manutenção das estradas e rodovias e promover melhorias nas mesmas, não há nenhuma relação com a situação que elas se encontram, ou seja, esse imposto seu uso é apenas fiscal.

Alíquota

Infelizmente, o valor cobrado por esse imposto em Santa Catarina não está entre os mais baratos. Mas a variação dessa alíquota fica entre 1% e 2% do valor do veículo. No entanto, para 2017 há uma redução de 4,4%.

Apesar dessa queda, a alíquota deve ser a mesma do ano de 2015, entre 1% e 2%. Quem é dono de veículo terrestre, utilitários e passeios incluindo os motor-homes com fabricação estrangeira ou nacional, pagam 2% sobre o valor no estado catarinense.

Os veículos terrestres que possuem duas ou três rodas e os que transportam carga ou passageiros com fabricação estrangeira ou no próprio Brasil, pagam 1%. Essa alíquota de 1% também é válida para os veículos terrestres que são destinados a locação.

A Secretaria da Fazenda do estado já está permitindo que os proprietários de veículos possam consultar os valores venais dos mesmos para a base de cálculo do IPVA 2021 SC. Esses preços são uma referência para saber quanto cada motorista irá pagar de imposto de acordo com a categoria do veículo.

Consulta IPVA SC

Quem reside no estado de Santa Catarina e possui veículo automotor deve ficar atento ao valor a ser pago pelo IPVA 2021 SC. Essa informação é muito importante, já que o valor a ser pago varia todos os anos de acordo com o modelo do veículo.

Para fazer uma consulta IPVA Santa Catarina desse valor ou ter mais informações quanto a data de pagamento do tributo, pode fazer uma consulta pela internet acessando a página do Detran Santa Catarina.

Para isso realizar a consulta IPVA SC é preciso seguir os passos abaixo:

  • Primeiro entre no site www.detran.sc.gov.br;
  • Agora informe o número da sua placa;
  • Digite o Renavam do seu veículo;
  • Clique em “Ok”.

Após preencher corretamente esses campos o contribuinte terá acesso a um portal com todas as informações relacionadas a esse imposto. Um bom exemplo do que pode ser descoberto é se há algum pagamento do IPVA em atraso, quanto é o desconto para quem o paga à vista e também acompanhar a divulgação da data de vencimento desse imposto.

São disponibilizadas apostilas de preparação para Enem

A apostila Enem 2021 contribui bastante no preparo contínuo de seus estudos. Ela permite que você tenha uma melhor preparação para o dia da prova para enem 2021 inep. Caso você deseje alcançar uma nota acima da média, então, ela pode ser um ótimo auxílio.

Por quê apostila enem 2021

Um dos seus maiores benefícios é o fato de estar organizada em tópicos específicos que constarão no exame do enem 2021. Baixar apostila enem 2021 inep em formato digital, baixar de grátis. Iremos te dar algumas dicas aqui.

Sendo assim, você estudará focado apenas nos assuntos que são exigidos no edital Enem 2021. Nada mais é nada menos! Para que você esteja bem preparado para a prova Enem, abaixo estão listadas algumas das melhores apostilas Enem 2021. Clique aque para entender prouni resultado.

Saiba abaixo de suas vantagens e escolha uma ideal para te levar ao sucesso! Apostila enem 2021 – 3 melhores!

Descubra as vantagens que cada uma dessas 3 melhores apostilas Enem 2021 traz para você e escolha uma para estudar. Confira!

1 – Apostila Editora Alfacon na Amazon

Produzida por especialistas nas diferentes áreas do conhecimento do Enem
Reúne conteúdos que mais foram abordados nos últimos anos
Fornece gabarito comentado e explicado (1.078 questões)
Oferece melhor custo benefício
Acesse aqui e adquira a sua apostila Enem 2021.

2 – Apostila Opção

Fornece 3 opções de escolha: impressa, digital e curso online (vídeo aulas)
Tanto o formato impresso como digital vem com CD ROM de apoio com testes, dicas e uma vídeo aula de português e matemática
Material elaborado de acordo com o edital n° 16, de 20 de março de 2021

3 – Combo Enem 2021 – Apostila completa + curso online

Preparação mais intensa
Melhor custo benefício
Conteúdos de acordo com as exigências do edital
Elaborado por professores especializados em concursos na área da banca
Vem com curso de Redação Enem ministrado pela professora Priscila Ferrarotto
Produzido pela Nova concurso

Avalie cada apostila Enem 2021 e escolha a que melhor atenda suas necessidades! Comente qual mais gostou e compartilhe!

Benefícios de utilizar o simulador disponibilizado pela Receita Federal

Muitas dúvidas ainda pairam na cabeça de muitos brasileiros sobre o Imposto de Renda para Pessoa Física. Qual o valor a ser declarado, como calcular as alíquotas e muito mais. A Receita Federal criou o simulador IRPF 2021 para ajudar nesses cálculos. Conheça mais sobre o simulador IRPF 2021 e veja como utilizá-lo.

Você, que está aflito com os inúmeros cálculos que devem ser feitos para preencher a declaração do Imposto de Renda para Pessoa Física, já não precisa mais se desesperar.

A Secretaria da Receita Federal do Brasil disponibilizou pela internet um simulador. Essa ferramenta vai te ajudar a calcular o Imposto de Renda mensal e anual. Você precisará apenas informar os seus rendimentos tributáveis e as deduções.

Com essas informações, você confere o resultado do valor do imposto e das alíquotas efetivas.

Afinal, quem deve declarar o IRPF?

Toda pessoa que tenha ganhos acima do valor determinado pela Receita Federal deve fazer a declaração do IRPF.

Anualmente, o cidadão deve enviar a sua declaração a Receita Federal, geralmente entre março e abril. A Receita Federal é responsável por verificar se os ganhos que você teve coincidem com os pagamentos realizados para o Governo.

Enquanto as informações sobre 2021 ainda não foram divulgadas, você poderá conferir a seguir as informações referentes a 2018. Veja quem teve que declarar esse ano:

  • Quem recebeu rendimentos de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 deve declarar e pagar uma alíquota de 7,5%;
  • Quem recebeu rendimentos de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 deve declarar e pagar uma alíquota de 15%;
  • Quem recebeu rendimentos de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 deve declarar e pagar uma alíquota de 22,5%;
  • Quem recebeu rendimentos acima de R$ 4.664,68 deve declarar e pagar uma alíquota de 27,5%.

Com o simulador IRPF 2021 você consegue obter todos os valores necessários para fazer a declaração corretamente.

Cálculo com simulador IRPF 2021

O cálculo do IRPF não é tão simples assim de se fazer, por isso, utilizar o simulador IRPF 2021 ajuda muito quem precisa saber sobre esses valores.

Confira os passos abaixo e veja como é fácil utilizar esse simulador:

  • Acesse o site da Receita Federal → clicando aqui;
  • Escolha o tipo de cálculo que deseja fazer, se é mensal ou anual;
  • Na tela que abrir, você deverá preencher corretamente os valores dos seus rendimentos tributáveis e as deduções aplicáveis sobre os seus rendimentos, como a quantidade de dependentes, valor da pensão alimentícia, entre outras.

Assim que preencher essas informações, você será informado sobre os valores do seu IRPF para fazer a sua declaração corretamente.

Quem pode cair na Malha Fina?

Muitos brasileiros morrem de medo de cair na Malha Fina, mas você já ouviu aquela frase, “Quem não deve, não teme”?

Se você informou corretamente todos os seus rendimentos, não precisa ter medo.

A Receita Federal investiga todas as declarações do IRPF e verifica se todos os dados estão corretos.

Por exemplo, se alguma declaração não está coerente com os valores apresentados, a pessoa cai na malha fina, ou seja, sua declaração é retida por inconsistência de valores, o cidadão recebe a notificação e tem a possibilidade de fazer as correções necessárias.

3 cuidados que você deve ter para não perder o FIES

Você sabia que, além de precisar estar regular com os requisitos de FIES e aguardar a aprovação da sua solicitação, você precisa manter algumas atitudes para garantir o seu financiamento? Muitos alunos acabam deixando escapar o benefício do FIES por negligência. Se você está prestes a solicitar ou já recebe o financiamento do programa, fique atento para os 3 cuidados que você possa para não perder o seu benefício:

O que é o Fies?

O Fies corresponde ao Fundo de Financiamento Estudantil. O programa feio criado pelo Governo Federal no intuito de subsidiar alunos que querem ingressar no ensino superior, mas não tem as condições financeiras necessárias.

O benefício é conhecido por representar os juros de financiamento mais baixos do mercado. Além disso, o estudante só precisa começar a pagas o valor 18 meses após a finalização do curso. Vale lembrar que o estudante deve pagar o valor trimestral de R$150,00 e para isto, deve imprimir boleto FIES.

A emissão e o pagamento deste boleto fazem parte das novas regras do programa!

3 cuidados para não perder o financiamento

Baixo desempenho

É preciso ter, pelo menos, 75% de aproveitamento das aulas para manter o Fies. Portanto, o aluno que obtiver baixo rendimento sem justificativa por mais de duas vezes seguidas pode estar sujeito a perda do benefício.

Não realizar o aditamento

O adiamento é obrigatório e o estudante deve realizá-lo a cada semestre dentro do prazo estipulado pelo Ministério da Educação (MEC). Não realizar o aditamento pode acarretar na perda da regalia.

Trancar ou abandonar a matrícula

Em qualquer uma das duas situações, o beneficiado pode perder o financiamento se não solicitar a suspensão do Fies antes de trancar ou abandonar o curso.

Não cumpri com os pagamentos do Fies, e agora?

Para quem não conseguiu realizar os pagamentos do financiamento, saiba que nem tudo está perdido! Você sabia que é possível renegociar a sua dívida? Desta forma, pode haver a suavização das parcelas. Para quem deseja garantir a reavaliação da pendência para os próximos meses, deve conferir a renegociação FIES 2019.

Como solicitar?

A inscrição no programa é feita online. Você deve acessar o site do programa para participar do processo seletivo. Vale lembrar ainda que você deve ter realizado o ENEM mais recente e estar matriculado em um curso. Se selecionado, você deverá confirmar a sua inscrição no prazo oferecido para então firmar o contrato com a sua assinatura.

Pronto! Depois disso, você poderá realizar eu curso de nível superior e começar a pagar só após o término do mesmo.

Entenda o que é a Malha Fina da Receita Federal

Quando se fala em declaração de Imposto de Renda (IR), fala-se muito também de Malha Fina. Na última vez em que a Receita Federal apresentou dados históricos de declaração do Imposto de Renda, foi revelado cerca de 500 mil, todos os anos, contribuintes caem na malha fina do IR. Mas o que significa a Malha Fina do IR? A seguir, você saberá a resposta dessa pergunta além de outras informações sobre a Malha Fina do IR.

O que é malha fina afinal de contas?   

A Malha Fina é o nome popular de Malha Fiscal da Declaração de Ajuste Anual da Pessoa Física, é a revisão pela qual todas as declarações dos modelos (completo e simplificado) passam. Essa revisão é sistemática e feita de forma eletrônica.  São realizadas – nessa revisão – verificações diversas nos dados da declaração de cada contribuinte, depois são efetuados os devidos cruzamentos de todas as informações com os outros elementos que constam nos sistemas da Secretaria da Receita Federal. Esse é o primeiro processo da Malha Fina do IR.

O processamento eletrônico das informações do Imposto de Renda 2020 é feito logo quando o contribuinte entrega a sua declaração e, assim, dá-se início às sequências de verificações que tem o objetivo de identificar erros de preenchimento na declaração assim como informações que possuem inconsistência, o que pode ser caracterizado como infração à legislação tributária federal. Isso, de fato, é a Malha Fina do IR.

Sendo encontrada alguma irregularidade – dependendo de qual seja – o processamento da declaração é interrompido, e a declaração é encaminhada para uma análise mais detalhada até a solução das irregularidades detectadas. Geralmente, há casos em que é necessário que o contribuinte participe do processo, sendo intimado a apresentar informações e documentos.

Existem algumas regras para que o preenchimento da declaração do IR não apresente erros, o que vai evitar que o contribuinte caia na Malha Fina do IR e na investigação da Receita Federal.  Veja o que você pode fazer para evitar cair na Malha Fina do IR visitando esse link: http://www.portaltributario.com.br/artigos/malhafina.htm que traz todos os detalhes sobre a Malha Fina do IR.

Quais consequências para quem pratica sonegação fiscal?

Você deve saber que o cidadão brasileiro é obrigado a cumprir com alguns impostos. Estes impostos que devem ser cumpridos anualmente, têm graves consequências quando são descumpridos ou sonegados. Para entender melhor sobre estes impostos obrigatórios e o que é sonegação fiscal, leia o texto a seguir e saiba de tudo.

O que é a sonegação fiscal?

Existem alguns impostos obrigatórios. Por exemplo, para os proprietários de veículos, estas obrigatoriedades dão-se ao IPVA, ao DPVAT e ao Licenciamento. Para os cidadãos que atingiram um certo valor de imóveis, bens e renda anual, é necessário declarar o imposto de renda.

Para escapar do valor do IR, algumas pessoas resolvem praticar a sonegação de impostos, que é uma violação direta da lei. A sonegação dá-se pela omissão de bens, de veículos, de imóveis, aluguéis, entre outros. A pessoa que emite declaração falsa está sonegando imposto para diminuir seus tributos e isto é um crime civil.

Quem deve declarar o IR?

Vale mencionar que não é todo mundo que deve declarar o Imposto de Renda. De acordo com a Receita Federal em relação a pessoa física, deve declarar o IR, quem:

  • Tiver obtido rendimentos tributáveis no valor acima de R$ 28.559,70;
  • Tiver obtido ganho através da venda de bens, propriedades, imóveis, veículos, entre outros;
  • Tiver bens com o valor superior a R$ 300 mil;
  • Tiver obtido mais de R$ 142.798,50 através de atividade rural.

Se você se encaixa em algum requisito do IR e ainda não se informou sobre as datas e dados da declaração do imposto, acesse o link a seguir para saber mais sobre o assunto:

Quais as consequências da sonegação fiscal?

Como mencionado, a sonegação fiscal é um crime e sua prática não irá siar impune. Você sabe quais as consequências de cometer a sonegação de impostos? De acordo com as pesquisas, há mais de bilhões que não estão sendo declarados para a Receita Federal, por isso, muitas pessoas estão sendo investigadas.

Dependendo do valor e do tipo de omissão, quem for autuado praticando a sonegação fiscal pode ser condenado a pagar uma multa muito alta para a justiça, Além de ser obrigado a prestar serviços para a comunidade pelo tempo estimado pela justiça.

Muitas medidas já estão sendo tomadas pela Receita Federal para impedir a sonegação do imposto, por isso, essa prática está cada vez mais difícil. É fundamental que o cidadão realize a declaração do IR corretamente e fique atento aos números!